As personagens Elis e Bárbara vão dividir com vocês suas aventuras e desventuras rumo ao equilíbrio das contas

Apenas diga quanto quer gastar

Compartilhar

Já houve um tempo em que eu ficava constrangida em dizer que não compraria determinado item por motivos de preço, porque o produto estava muito caro para mim. Ainda bem, esse constrangimento passou.

O bolso agradece e, acreditem, é libertador falar de cara para os vendedores quanto a gente quer gastar. Nunca fui mal tratada por isso, pelo contrário, sempre fui atendida de forma objetiva e bem direcionada nessas ocasiões. Se um dia me sentir discriminada por isso, dou as costas e vou embora, claro.

Na semana passada, por exemplo, fui a uma joalheria à procura de um par de brincos de prata para uma amiga. Depois de cumprimentar a atendente, disse que estava pensando em gastar em torno de R$ 100 ou um pouco mais. Quando vieram as peças para a minha escolha, descobri que uma das que eu mais tinha gostado estava em promoção: R$ 60. Uma pechincha, né? Levei e fez o maior sucesso.

Libertemo-nos, poupadores! Nada como falar a verdade. Valorizemos o nosso dinheiro.

Beijos,

Bárbara

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Faça uma simulação para juntar seu primeiro milhão ou quanto suas economias irão render.
Poupadoras.com
Um site de finanças pessoais
para dividir experiências
sobre o dinheiro
  • Assine nosso feed