Você envia suas dúvidas para nós e elas serão respondidas por um especialista!

Como investir no Tesouro Direto?

Compartilhar

Dúvida da leitora Jucelia Brandão: Como faço para investir no Tesouro Direto? Vocês poderiam me dar um passo a passo?


Investir no Tesouro Direto é comprar títulos públicos emitidos pelo Governo Federal, que faz isso para financiar atividades variadas, como o investimento em infraestrutura, por exemplo. É por isso que se diz que comprar um título público é emprestar dinheiro ao governo.

Para começar, é preciso ter CPF e conta corrente em alguma instituição financeira. Pode ser um banco ou uma corretora. É possível ver a relação completa das corretoras que trabalham com esse serviço no site do Tesouro Direto. Para escolher a que me atende hoje, eu pedi indicação a amigos. Esse banco ou corretora vai intermediar as suas transações com o Tesouro Direto. Para isso, cobram taxas, claro. Pergunte quais são à instituição que você escolher.

No caso da corretora que eu escolhi, havia a possibilidade de comprar os títulos a partir da plataforma deles, disponibilizada no site deles, ou direto no site do Tesouro. Mas isso depois que te derem uma senha de acesso, depois de concluído o seu cadastro. Eu investi direto no site do Tesouro, sairia mais barato em termos de taxas. Essa informação eu descobri perguntando à minha corretora mesmo, via telefone de atendimento.

Uma vez no site do Tesouro, é só clicar em cima do título que você quer comprar, não é difícil. Achei mais difícil percorrer o caminho que me levou até o site do Tesouro do que a compra em si. Liguei umas três ou quatro vezes para o telefone da minha corretora para tirar dúvidas, mas deu tudo certo, fui bem atendida. E aqui vai outra dica: escolha um banco ou corretora que te atenda bem, que tenha uma boa comunicação com os clientes.

A quantidade mínima para investir é de 1% do valor de um título, com valor mínimo de R$ 30. Você vai ver as opções disponíveis para a venda no site do Tesouro.

Os títulos públicos podem ser pré ou pós-fixados, com rentabilidade atrelada a índices como o IPCA ou a Selic. Importante: os títulos têm sempre um prazo de vencimento, que é a data em que o governo vai pagar a você o dinheiro investido. Quem quiser pode vender os títulos antes desse dia, mas será uma transação sujeita ao valor de mercado no momento, que pode ser maior ou menor que o estipulado para o vencimento.

Mais informações no site do Tesouro Direto, só clicar aqui.

Espero ter ajudado. Querendo conversar mais, só escrever: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Um beijo, bons investimentos,

Isabela Barros

Faça uma simulação para juntar seu primeiro milhão ou quanto suas economias irão render.
Poupadoras.com
Um site de finanças pessoais
para dividir experiências
sobre o dinheiro
  • Assine nosso feed