Dicas de livros que ajudam a colocar as contas em dia

Uma breve história da economia

Desde pequeno aprendi o que era grego: todas as vezes em que estava em casa assistindo o jornal e era noticiado algo sobre a situação econômica do país, eu pensava: isso deve ser grego! Bem, o tempo passou, eu cresci, o país também e eu nunca tinha entendido muito bem o porquê de meu pai chegar em casa todo fim de mês com um bolo de dinheiro no bolso e aquela montanha de cédulas não dar para quase nada. Todos aqueles macetes econômicos e nomes técnicos que permearam minha infância nos anos 90 continuavam a soar como grego pra mim.

Para sanar a minha curiosidade, fui atrás de informação e me deparei com o livro Crash - Uma breve história da economia, de Alexandre Versignassi. O livro é uma aventura sobre a história da economia e traz, de forma divertida e empolgante, uma narrativa simples para um assunto que para mim era grego.

O livro mostra como surgiu a nossa ideia de economia hoje, expões suas raízes através do desenvolvimento social da humanidade e descomplica as regras de uma das matérias mais complicadas e mais importantes para um brasileiro que viveu a instabilidade econômica do país.

Além do “beabá” da coisa toda, o livro ainda oferece uma boa noção de como funciona a renda variável. Acredito que o livro pode ser considerado um material mais leve para quem estuda o mercado de renda variável e gosta de investir em ações. Os anos de experiência como redator de revistas como Superinteressante e Sapiens deram a Alexandre um bom domínio na narrativa de histórias como essa.

Se tiver curiosidade de entender como o nosso dinheiro possui poderes sobrenaturais de inviabilidade e onipresença ou até mesmo como Homer Simpson explicou para o mundo o que aconteceu na crise financeira americana de 2008, leia Crash.

Vale muito a pena.

Antonio.F.A. Siqueira

Reflexões sobre o dinheiro para filhos e pais

Na estante montada em seu quarto, Joaquim, meu primeiro filho, ainda na barriga, mas prestes a chegar, já tem um livro de finanças pessoais: O Menino e o Dinheiro, de Reinaldo Domingos (Editora Dsop), presente da minha linda amiga Geo, a quem agradeço o carinho.

Li e achei delicado e apropriado para começar a refletir sobre o tema. É bom que, de forma leve e natural, as crianças comecem a pensar sobre como começar a se organizar financeiramente, sobre o fato de que o dinheiro é um meio para a realização de sonhos.

Eu quero que o Joaquim tenha essa consciência poupadora desde pequeno e que, como o protagonista da história, vá juntando os pontos e entendendo que, com um pouco de esforço, a gente consegue um monte de felicidade.

Leitura recomendada para filhos e pais.

Isabela Barros

Bom, bonito e barato

Que tal renovar o visual da casa a partir de ideias simples e econômicas? Essa foi uma das bases da jornalista Chris Campos, autora do blog Casa da Chris, ao escrever seu novo livro: Como ninguém pensou nisso antes? 25 temas com boas ideias para a sua casa.

Feito em parceria com a Consul, o título oferece dicas simples aos leitores, como aproveitar embalagens antigas e fofas como vasos (valem latinhas decoradas, por exemplo), usar caixas de feira ou de bebida (como aquelas que transportam vinho) como armários para o lavabo e até transformar um ralador de queijo numa luminária (só colocar uma lâmpada pequena dentro, o efeito é bem interessante).

Para a autora, até um copo de liquidificador pode se transformar num vaso em dias de festa, sendo a capacidade de divertir um ponto importante para deixar os ambientes mais leves e criativos.

Entre os capítulos, há um chamado "Bom, Bonito e Barato". Não é a nossa cara?

Isabela Barros

PS: Para ler mais sobre dicas econômicas para alegrar a casa, só clicar aqui.

Um milhão se faz com R$ 10 por dia

Essa é a receita que o professor e educador financeiro Mauro Calil dá em seu livro "A Receita do Bolo – Os Ingredientes Essenciais para o Seu Primeiro Milhão", cuja segunda edição foi publicada no ano passado pela Editora Gente.  O livro compara a proeza de juntar o dinheiro e fazê-lo aumentar à arte culinária de fazer um bom bolo.

A obra é de educação financeira, mas Calil não dá muitas voltas e nem se aprofunda sobre os comportamentos que podem estar na raiz de uma vida financeira bagunçada. Ele ensina logo, e de forma bem prática, a sua receita para fazer o dinheiro crescer e formar um bom patrimônio. O livro da primeira edição, lido para esta resenha, tem menos de oitenta páginas.

Para Calil, os ingredientes básicos do milhão são dinheiro para investir, taxa de juros e tempo. Segundo os cálculos do professor, juntando R$ 10 por dia em 30 anos e os aplicando a uma taxa de juros de 1% ao mês, se chega a R$ 1 milhão e à possibilidade de viver de renda.

O educador dá dicas de como fazer um orçamento doméstico e alguns outros passos preliminares para conseguir economizar. Ele alerta que os 1% de rendimento não serão alcançados em um investimento como a caderneta de poupança.  Aplicar em ações de companhias sólidas é uma das sugestões do professor.

Isaura Daniel

Para não perder a venda

O livro "Como ficar muito rico com vendas", do vendedor e palestrante César Frazão, é um bom livro para quem trabalha na área e anda meio desanimado. Não traz uma fórmula mágica da riqueza, mas mostra caminhos sobre como se motivar para vender. A própria leitura funciona como um estimulante para a carreira.

Frazão tem anos de experiência como vendedor e atualmente é palestrante e dá treinamentos na área. Entre as coisas interessantes que ele escreve estão: a área de vendas é a que mais permite que as pessoas ganhem muito dinheiro e enriqueçam.

O autor também trata sobre a pressão que enfrenta quem trabalha nesta área, sobre a importância de não desanimar diante de tantos "nãos" que costuma ouvir um vendedor, de entender o que se está comercializando, de falar a verdade ao cliente, de cumprir o que se promete, de ser ágil e rápido para fechar um negócio.

Mas Frazão se detém bastante na tecla do otimismo, de como acreditar no poder de venda pode ajudar a ter resultado positivo, reforça a importância de não ficar reclamando da vida, mas arregaçar as mangas e ir à luta, de não perder de foco os objetivos traçados nas vendas. Ele também recomenda que quem é vendedor guarde dinheiro para momentos de baixa e para se motivar na construção dos próprios sonhos.

Leitura fácil e rápida. Na dúvida, leia.

 

Isaura Daniel

 

Faça uma simulação para juntar seu primeiro milhão ou quanto suas economias irão render.
Poupadoras.com
Um site de finanças pessoais
para dividir experiências
sobre o dinheiro
  • Assine nosso feed