Dicas de livros que ajudam a colocar as contas em dia

Polêmico e poupador

Eu aviso logo que o livro é polêmico, o que, vamos combinar, o torna ainda mais interessante. Baixista, um dos vocalistas e sócio fundador da banda de rock Kiss, Gene Simmons também é um poupador, um homem de negócios. Assim, em Eu, S.A - Construa um exército de um homem só, liberte seu Deus interior (do rock) e vença na vida e nos negócios (Editora 231), o astro registra as filosofias que guiam a sua trajetória fora dos palcos.

No que ele acredita? Na importância de ser capaz de se vender, de espalhar os riscos e jogar "para vencer", no fato de que "tudo é um negócio", na máxima de que "tudo deveria ter um orçamento", que não foi "verdadeiramente bem sucedido até decidir ser também caridoso" e de que todos nós deveríamos ter um "objetivo lucrativo".

Até aí, perfeito. O tom polêmico e provocador vem em pontos como "não tire férias" ou "livre-se dos amigos que querem que você passe seu dia todo com eles sem fazer nada".

Quer mais? Não se casar até atingir seus objetivos é outra orientação: "Primeiro torne-se bem sucedido, depois se preocupe com todo o resto". E mais: "Quanto mais tempo você gasta com a família, menos tempo terá para se devotar à sua carreira e menos chances terá de ser bem sucedido nela".

Seja como for, as discussões são válidas. E garantem uma leitura leve e fluente. Fiquemos com Gene Simmons.

Isabela Barros 

Livro de psiquiatra aborda compulsão por compras

No livro "Mentes Consumistas", a médica psiquiatra Ana Beatriz Barbosa Silva, que ficou famosa com o seu livro "Mentes Perigosas", aborda a compulsão por compras e o consumismo. Ela relata que em seu consultório aparecem cada vez mais pessoas com quadros de ansiedade e depressão, que acabam revelando também o descontrole financeiro. Muitas pessoas, conta a autora, procuram ajuda quando já estão com sérios problemas econômicos e fazem de tudo para esconder a situação dos conhecidos.

Citando episódios atuais, principalmente da propaganda, a psiquiatra faz em boa parte do seu livro uma crítica à sociedade atual do consumo. Ela aborda o conceito de felicidade e lembra que ela não está atrelada ao poder aquisitivo. Citando pesquisas, Ana Beatriz diz que a partir de um determinado patamar, após suprimento das necessidades básicas, o aumento dos ganhos não influencia no aumento da felicidade dos indivíduos.

Um dos melhores capítulos do livro, em minha opinião, é o de número 10, sobre o  tratamento da compulsão por compras. Ali Ana Beatriz dá sua receita de psiquiatra para a melhora das mentes consumistas, sugere que informar-se sobre o tema é importante e descreve alguns medicamentos que podem ser usados no caso de o paciente ter pensamentos obsessivos relacionados a compras. Ela também indica a busca de terapias como a cognitiva comportamental, que faz o sujeito rever sua maneira de pensar, frequentar grupos de apoio e procurar atividades para diminuir a ansiedade, como a ioga.

Ana Beatriz fala do consumismo na maior parte da obra e o subtítulo do livro dá uma ideia de que o tema fará parte dos escritos. Mas confesso que ao me deparar com o título mentes consumistas senti falta, ao final da leitura, de entender melhor como funciona uma mente consumista.

Isaura Daniel

 

O sofá certo

Nossa dica de leitura, o livro "É tudo tão simples", da jornalista e escritora Danuza Leão, não trata de finanças. Mas Danuza entra sim, em alguns trechos escritos, no mundo do dinheiro. Entra quando conta sobre a fase da vida em que passou juntando coisas e a em que passou se desfazendo, quando relata sobre como detesta fazer compras erradas, sobre o que é necessário uma mulher ter.

O livro não é novo, é de 2011 (dá para comprar no sebo). Mas é atual. E muito engraçado. A escritora fala de etiqueta e comportamento. No fundo, aborda o cotidiano, as coisas da vida de uma mulher madura que circula pela alta sociedade e que mudou algumas das suas premissas sobre o viver. 

No capítulo "Simplificando", Danuza Leão conta que se desfez das suas pratas e porcelanas. "Vejo que passei a primeira metade da minha vida querendo ter as coisas – todas as coisas – e estou passando a segunda metade querendo me desfazer das coisas, e ficar apenas com o essencial. Bem curiosa, a vida", escreve ela. Ela convida os leitores a jogarem fora o que não usam. E fala que vendeu o carro e usa ônibus, metrô e táxi.

Em outro capítulo, "Coisas com as quais vale a pena gastar", Danuza diz que nunca teve muita grana, mas em algumas fases teve pouca. Escreve também que se irrita ao fazer uma compra errada. "Mesmo que tenha custado cinco reais". Danuza já teve como lema: "Na dúvida, compre". Mas hoje é adepta do "Na dúvida, não compre".

Ela recomenda gastar com coisas para a casa. Segundo Danuza, o mundo está muito cheio, com engarrafamentos, e por isso a melhor coisa que se tem a fazer é ficar em casa.  A escritora faz uma lista de coisas que o leitor do livro merece ter. Segundo ela, entre estes itens estão o sofá certo, bons suéteres de cashmere, um gato ou dois (de verdade, assinala), lingerie nova e bonita todos os anos, máquina de fazer gelo, etc.

Com certeza, vai te divertir.

Isaura Daniel

 

Para futuros empreendedores

A dica é para quem sonha em virar patrão. Em #VQD - Vai Que Dá!, é possível ler as histórias de dez empreendedores apoiados pela Endeavor, organização de fomento ao empreendedorismo.

A cada capítulo, é possível acompanhar os desafios e as alegrias de empresários de áreas diversas, um mergulho na história de cada um.

Destaque para os trechos em que são relatadas mudanças de rota na condução dos negócios, como foi o caso da rede de cursos profissionalizantes Prepara, cujo embrião foi uma rede de lojas de artigos de tecnologia que um belo dia quebrou.

Leitura para inspirar!

Isabela Barros

Nem dinheiro e nem poder

Arianna Huffington é uma jornalista presidente e editora-chefe de um dos maiores portais de notícias e informação do mundo, chamado Huffington Post. No livro "A Terceira Medida do Sucesso", de sua autoria, ela conta que resolveu rever seu modo de vida quando caiu no chão do escritório da sua casa, em 2007, dois anos depois da criação da sua empresa. Arianna caiu de exaustão e falta de sono, acabou batendo a cabeça e fraturando a face.

Depois disso, ela mudou seu ritmo de vida e passou a pregar, inclusive no livro que é motivo desta resenha, que o sucesso não se resume a dinheiro e poder. Segundo a jornalista, a perseguição a esses dois objetivos impostos pela vida moderna tem tornado as pessoas estressadas e doentes.  Assim, ela convida o leitor a redefinir seu conceito de sucesso.

"Para viver a vida que realmente queremos e merecemos, e não apenas a vida com a qual nos contentamos, precisamos de uma Terceira Medida, um terceiro indicador de sucesso que vá além de dinheiro e poder. Ele consiste em quatro pilares: bem-estar, sabedoria, admiração e doação", escreve Arianna. No livro, a jornalista detalha cada um deles.

Arianna fala bastante da meditação, da importância dela, de ficarmos algum tempo desligados de tudo, ou simplesmente pararmos, no meio do dia, para apenas admirar o que está ao redor, para ter uma vida saudável e feliz. A jornalista condena o uso excessivo das mídias eletrônicas, que nos tiram a conexão verdadeira e real com os demais seres humanos e com o mundo.

O livro não aborda diretamente o dinheiro, mas fala indiretamente sobre ele. Ela relata brevemente o cotidiano do portal que dirige, onde os profissionais são convidados a fazer pequenas pausas durante o dia para meditação e até para o sono, e onde a qualidade de vida não é sacrificada com longas jornadas e trabalho em finais de semana.

Arianna dá sua receita de terceira medida. Para ela, por exemplo, ter tempo para dormir é primordial para a própria felicidade. "A Terceira Medida do Sucesso" é um livro bom de ler. Eu agregaria a ele que cada um precisa descobrir sua terceira medida, que não necessariamente tem ser os quatro pilares da jornalista. Mas ler a história de quem diz ter aberto mão da prioridade dada ao dinheiro e ao poder é interessante e pode apontar algum caminho.

Isaura Daniel

Faça uma simulação para juntar seu primeiro milhão ou quanto suas economias irão render.
Poupadoras.com
Um site de finanças pessoais
para dividir experiências
sobre o dinheiro
  • Assine nosso feed