Esse espaço é seu. Mande para nós as suas histórias, lições, aprendizados, causos relacionados ao uso do dinheiro. Serão publicadas, com todo o carinho, aqui.

DUAS MOEDAS DE PROSA

Viver o presente, mas planejando o futuro

Sabia que ia ser uma poupadora desde pequena, quando juntava a mesada e colecionava cédulas novas. Seguindo essa linha, me tornei Contadora por formação. E vivo a vida contabilizando minhas reservas de contingências para garantir o sucesso nos meus investimentos.

O bom uso do cartão de crédito

Ainda não entrei na fase das compras à vista e costumo usar o cartão de crédito para comprar tudo, até um picolé. Além de achar que essa é uma forma mais nítida de visualizar meus gastos, adquiro pontos para troca por produtos ou milhas aéreas. Em dois anos, estou com mais de 60 mil pontos, o que já me possibilita viajar para qualquer lugar da América do Norte ou Europa. Falta só programar a viagem e juntar a grana para as compras! (Ah! coloquei minha irmã como adicional no cartão e as compras que ela faz somam pontos para mim, a titular.)

Troque a comprinha pelo sonho

Aurea Santos é colega e amiga das autoras do site. Quem convive com ela no dia a dia, sabe que a Aurea é, de fato, uma poupadora. Não é raro ouvi-la pedindo um desconto maior ao vendedor de seguros, conseguindo um contrato com juros menores e atingindo suas metas de aquisição de bens ou viagens. Veja o que ela diz para quem quer seguir esse caminho:  

Acredito que o segredo para ser uma poupadora de sucesso é o equilíbrio entre o salário e os planos de longo prazo.

Comer, comer! Gastar, gastar?

Poucas coisas deprimem tanto uma glutona quanto a inflação gritante nos restaurantes paulistanos. Os donos dos restaurantes justificam dizendo que é por causa da inflação imobiliária. E, mais uma vez, a gente é que paga a conta. Como sair para comer é uma das minhas atividades favoritas, eu tive que rever um pouco esse hobby. Afinal, não acho justo pagar R$ 100 num jantar para dois sem couvert, sem sobremesa, dividindo o prato principal e pedindo o vinho mais barato da casa (aconteceu no meu aniversário). E se a massa é feita de tomate enlatado, me sinto enganada. Pior, roubada! E acho mais que natural que surjam blogs e tumblrs como o BoicotaSP e o SP Honesta.

Dias de extravagâncias

Não sou e nunca fui um cara que soube guardar dinheiro e, por isso, vivo sempre apertado e tentando chegar ao final do mês com as contas no azul. Várias foram as vezes em que passei grande parte do mês sem usar o cartão de crédito, economizei combustível, fiz apenas refeições em casa e evitei todos os gastos que pudessem se encaixar como supérfluos. O problema é que, praticamente em todas as vezes que tento não começar o mês seguinte com contas a pagar, a sensação de dever comprido fica apenas no “quase”, pois nos dias que antecedem a chegada do salário.

Faça uma simulação para juntar seu primeiro milhão ou quanto suas economias irão render.
Poupadoras.com
Um site de finanças pessoais
para dividir experiências
sobre o dinheiro
  • Assine nosso feed